Facebook vai penalizar sites lentos em mobile

José FreitasFacebook, Performance

Facebook passou também a penalizar os sites que não estejam optimizados para equipamentos móveis

Por esta altura, esperamos que já saibas que é importante ter um site moderno, rápido e optimizado para dispositivos móveis.

Por todas as razões e mais alguma:

  • Em primeiro lugar para agradar aos teus visitantes, porque ninguém gosta de esperar 10 segundos que um site carregue num terminal móvel;
  • Depois porque o Google ‘gosta’ dos sites rápidos e adaptados a mobile e toda a gente quer agradar ao maior motor de busca do mundo;
  • E agora porque o Facebook passou também a penalizar os sites que não estejam optimizados para equipamentos móveis.

O Facebook anunciou uma atualização do algoritmo, desta vez focada na redução do alcance dos sites que não estiverem devidamente atualizados para móveis.

Esta é uma alteração que será realizada ao longo dos próximos meses.

Sites rápidos premiados, lentos castigados

O Facebook indica que irá começar a mostrar aos utilizadores mais histórias de sites que carreguem rápido em mobile e menos de sites que sejam lentos.

Esta é uma decisão que faz sentido por parte da rede social, considerando que uma parte significativa do tráfego é hoje feito em dispositivos móveis.

“Com esta actualização iremos, em breve, ter em conta o tempo de carregamento estimado do site quando alguém clica num link na cronologia da aplicação móvel”, indica o Facebook.

Descontextualizando:

Quando alguém clica num link que é apresentado numa publicação na cronologia do Facebook, a rede social vai começar a monitorizar o tempo que esse site demora a abrir e carregar em mobile.

Tudo isto vai entrar nas contas do Facebook para para melhorar ou não esse site no ranking da cronologia.

Serão ainda considerados factores como a ligação à internet do utilizador naquele momento e a velocidade geral de carregamento do site.

“Por exemplo, se estiver numa ligação à Internet lenta, que não carrega vídeos, a cronologia irá mostrar menos vídeos e mais atualizações de estado e links”, acrescenta.

De resto, desde 2014 que o Facebook leva em conta o tempo que as pessoas gastam a ler um artigo depois de clicar num link.

A rede social diz não esperar um impacto significativo na maioria das páginas. Mas maioria é um termo subjectivo.

Também a expressão “particularmente lento”, usada no comunicado do Facebook sobre os sites, é vaga.

O melhor é passar a considerar os valores tidos como padrão: um site deixa de ser rápido quando demora mais de 3 segundos a carregar. Não é obrigatório que a página em causa carregue na totalidade mas que, no mínimo, permita ao utilizar passar a consumir o respetivo conteúdo.

Portanto, deves fazer o que já deves estar a fazer: Garante um site rápido e optimizado para dispositivos móveis.