7 métodos garantidos para aumentar o tráfego e Gostos no Facebook

Métodos garantidos para aumentar o tráfego e Gostos no Facebook

Sabes o que é o Facebook? As rede sociais de uma forma geral?

As redes sociais, o Facebook em particular, são o parque onde as pessoas vão passear e aproveitar o momento para relaxar. São a esplanada com uma bela vista onde querem ter uma conversa descontraída.

Querem algum entretenimento e partilhar ideias, novidades, sentimentos, fotos e vídeos com os amigos.

Fotos dos animais de companhia, vídeos das tropelias dos gatos, das brincadeiras do cão, das coisas engraçadas dos outros animais domésticos.

Fotos e vídeos das crianças, do quanto cresceram, da primeira papa e das primeiras palavras. Das gargalhadas no baloiço e do espanto naquele momento em que viram o mar.

O Facebook não foi criado originalmente para ser uma empresa. Foi criado para cumprir uma missão social: fazer um mundo mais aberto e ligado.

Mark Zuckerberg

O Facebook não é o local adequado para temas sérios e pesados, embora isso aconteça de vez em quando.

Neste ponto é preciso ter em consideração que a famosa ‘indignação do dia’ não entra no campo dos temas sérios. Faz parte do entretenimento. As pessoas adoram histórias que as façam ficar indignadas com alguém ou alguma coisa.

A indignação do dia no Facebook é entretenimento.
A indignação do dia no Facebook é entretenimento.

 

Continuando…

Numa rede social, tens de ser social. Só desta forma vais conseguir aumentar o tráfego na tua página e obter mais Gostos.

Tens de procurar destacar-te da concorrência para chegares mais perto do teu público-alvo, conquistar a simpatia, confiança e, sobretudo, as partilhas das tuas publicações.

Para isso, nada melhor que envolveres a tua empresa com as pessoas e as suas histórias.

As empresas são as pessoas e as suas histórias

A tua empresa não é apenas feita dos produtos ou serviços que vendes. É bem mais que isso.

São as pessoas que a fazem. São os funcionários, colaboradores e clientes.

Essas pessoas têm vidas, mais ou menos interessantes, que podem fazer a história de uma empresa. São os sentimentos e emoções que transmitem e recebem que fazem com que outras pessoas se interessem. É o ciclo social em movimento.

Queres exemplos?

  • A Coca-Cola não vende uma bebida. Vende uma tarde de alegria e diversão com amigos e familiares.
  • A Nike não vende equipamentos desportivos. Vende histórias de superação e motivação, de vontade e esforço.
  • A Mercedes não vende automóveis. Vende o prazer da condução por estradas vazias, só tuas, rodeadas por paisagens diferentes daquelas que vês todos os dias nas cidades.

Agora pensa no teu caso…

O que é que a tua empresa vende?

Faz um pequeno exercício. Pega numa folha de papel, numa caneta ou lápis, e escreve três produtos que a tua empresa vende. Para cada um deles acrescenta uma frase simples e curta sobre o que cada um deles permite ao teu cliente alcançar.

Vai além da frugalidade. Já te dissemos o que algumas das marcas mais famosas do mundo vendem.

Agora é a tua vez.

O que vende a tua empresa?

  • Não vende roupa. Vende o sonho de um dia bem passado. Um dia em que os teus clientes são alvo dos olhares de todas as outras pessoas.
  • Não vende comida. Vende sabores, sorrisos e a satisfação de uma alimentação saudável e equilibrada.
  • Não vende produtos de cosmética. Vende desejos de que quem a usa seja a pessoa mais bela da sala.
  • Na vende serviços de contabilidade. Vende tranquilidade e descanso. Os teus clientes sabem que não precisam de ficar preocupados todos os dias com as questões fiscais.

Na verdade, com muito raras excepções, a tua empresa não vende produtos ou serviços. Vende a solução de problemas e a realização de sonhos, desejos e vontades.

Descobre que sentimentos transmites ou podes transmitir às pessoas e comunica-os.

Desta forma estará mais próximo do teu público, que vai sentir que a tua página pode ser útil. O primeiro passo é carregar no botão Gosto. Mais tarde serão essas pessoas a reagir às tuas publicações e a fazer a sua partilha.

Conta às pessoas a sua própria história

Todas as grandes marcas contam uma história. Não sobre como foram fundadas ou quem as fez (essa parte pode surgir mais tarde, porque também é importante e faz parte do processo de comunicação).

Mais importante são os valores que a marca representa e aquilo que ela transmite ao seu público-alvo.

Devem reunir, pelo menos, duas qualidades essenciais:

  • Têm de ser únicos (não estamos a falar de exclusividade);
  • Têm de ser gerais.

Por um lado, devem atrair as pessoas pelas suas características. Por outro, precisam de procurar obter o interesse de um número suficientemente alargado de pessoas. O sucesso também depende da qualidade e quantidade do público.

Acima de tudo, estas duas premissas têm de estar no centro da tua comunicação.

Mais importante são os valores que a marca representa e aquilo que ela transmite ao seu público-alvo.
Mais importante são os valores que a marca representa e aquilo que ela transmite ao seu público-alvo.

Como obter Gostos no Facebook em 7 passos

A melhor forma de obter Gostos para a tua página, captar o interesse do público e conquistar mais clientes passa por ser social, por falar de pessoas e para pessoas, por perceber as suas motivações e por contar histórias.

Faz da tua empresa parte da vida dos teus clientes.

  1. Se um cliente ou potencial cliente visita o teu estabelecimento, permite (ou incentiva) que faça um check-in no Facebook. Podes ainda partilhar ou convidar à partilha de fotos com as devidas tags. Estas são excelentes oportunidades de obter um destaque para a tua empresa. Nalguns casos podes oferecer algo a troco de uma publicação. Se fores um restaurante podes oferecer o café.
  2. Incentiva os colaboradores e funcionários da tua empresa a partilhar, promover e envolver-se com as publicações da tua página. Por um lado obténs uns quantos promotores da marca e as suas publicações vão chegar aos amigos e funcionários. Por outro, podes conseguir um entusiasmo extra no seu trabalho, uma vez que se sentirão parte activa da empresa. Se for preciso, faz uma acção de formação para lhes explicar as vantagens desta ideia no plano de estratégia de marketing da empresa.
  3. Menciona outras empresas e páginas do Facebook nas tuas publicações. Não és a única entidade que existe. Sê social com outras marcas. Interage com elas e mostra o teu lado social. Um dia alguma dessas fará o mesmo contigo. Se o fizeres de forma consistente, é muito provável que obtenhas umas quantas menções e referências ao longo do tempo.
  4. Publica com hashtags, de vez em quando. Estas foram criadas para melhorar a pesquisa e o envolvimento das pessoas. É verdade que as hashtags no Facebook quase não têm importância) e muitas delas não têm nenhum valor prático, sendo mais parte da mensagem que uma verdadeira hashtag. Mas a forma como são apresentadas ajuda a captar a atenção de quem percorre a cronologia do Facebook. Como sempre, evita exageros.
  5. Vídeo. Vídeo. Vídeo. Faz vídeos e usa-os sempre que possível para captar novos fãs. Mostra os bastidores, fala dos produtos e serviços, explica como podes transformar a vida dos teus clientes. Se puderes publica testemunhos de clientes. Usa o poder do Facebook Live.
  6. Publicidade. Sim, faz publicidade no Facebook. É o melhor meio na relação qualidade / preço / público-alvo que podes obter. Começa com campanhas de 1 euro por dia e vai dando pequenos passos, até chegares ao remarketing. É um conselho válido para grandes, médias e pequenas empresas, mesmo as pequenas empresas locais, os estabelecimentos de porta aberta numa qualquer localidade.
  7. Pontualmente podes fazer uma campanha de captação de Gostos, mas sempre enquadrada numa estratégia global. Não o faça só ‘porque sim’, vaidade ou fazer melhor que o teu concorrente directo.

Conclusão

Actualmente apenas cerca de 2 a 4% das publicações orgânicas das páginas são apresentadas aos seguidores.

É um número baixo mas que se compreende dentro da estratégia do Facebook.

Não, não é só a questão de levar os administradores das páginas a fazer anúncios. Também é, claro. Afinal, este é o método do Facebook de angariar receitas. Mas, mais que isso, é uma forma de manter e impulsionar o uso do Facebook.

Com a quantidade de páginas presentes na rede, com fraca cultura social de muitas das pessoas que as administram, com a qualidade miserável de muitas das publicações que são feitas, consegues imaginar o resultado se não houvesse uma forte limitação na apresentação de publicações de páginas?

Muitas pessoas não estariam já no Facebook, eventualmente nem tu. Talvez já nem sequer houvesse Facebook.

Por isso, tenta apresentar perspectivas únicas, genuínas e sinceras aos teus seguidores. Sê social, comunica, comenta, partilha.

Começa já a adaptar a tua presença no Facebook e prepara-te para conquistar mais Gostos e receber mais interacções na tua página.

José Freitas

José Freitas

Jornalista de profissão, aficionado do WordPress em projectos pessoais e colaborativos. Cinema, música, tecnologia, fotografia e mais umas coisas. De vez em quando assobia e alguma coisa acontece.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.