Kaksi Media

Não te justifiques ou Porque não deves justificar o texto em páginas de Internet

Em síntese? Nunca justifiques o texto em páginas de Internet. Está dito.

A justificação (ou alinhamento total) significa que cada linha tem o mesmo comprimento (excepto, talvez, a última linha). O texto obedece a instruções para manter uma largura de linha uniforme e para se alinhar com ambos as margens esquerda e direita.

A ideia é óbvia e passa por criar blocos de texto bonitos, alinhados, arrumados. Só que atingir este objectivo, na web, vai causar problemas onde não interessa: no próprio bloco de texto. Com inevitáveis perdas para a leitura, a sua percepção e a usabilidade do próprio website.

A versão contextualizada

É inevitável, a justificação vai criar espaços entre as palavras. Por vezes, ou muitas vezes, essas lacunas acabam por formar ‘rios’ na vertical, dentro do bloco de texto.

Ora, as palavras estão lá para ser lidas e não para serem apreciadas pelos efeitos que fazem.

Para evitar ou corrigir essas situações embaraçosas e chegar a uma linha equilibrada, as aplicações de paginação offline, como o InDesign, fazem uso de diversos factores. Desde a hifenização até à alteração do espaçamento entre palavras, passando pelo espaçamento entre letras.

No papel as coisas vão funcionando mais ou menos bem.

Na Internet, estas não são opções válidas. Os navegadores não têm a maioria destes recursos e limitam-se a aumentar o espaçamento entre as palavras, o que leva aos tais espaçamentos desagradáveis dentro do bloco de texto.

A utilização do hifen não é uma resposta consistente porque mesmo que o CSS (os estilos do site) o permita, os navegadores não fazem a leitura adequada. E, convenhamos, apenas a hifenização não é suficiente para garantir uma justificação correcta.

Chegados aqui é fácil perceber que, assim, um texto alinhado à esquerda garante uma leitura mais simples e eficiente, ajudando o visitante a melhor entender o que está a ler, sem ter de ficar incomodado e com os olhos baralhados.

Mas há mais.

Texto justificado

Leitura offline e online

Podes não te dar conta mas a imagem num ecrã não é estática, sendo actualizada e refrescada diversas vezes por segundo, o que faz com que o processo de leitura seja bem diferente de um jornal, revista ou livro.

Ao usar texto justificado num meio impresso, o designer tem um controlo total sobre como o utilizador vai apreciar o conteúdo. No meio online tal não é possível, dada a diversidade de sistemas operativos e navegadores.

Há um outro elemento a considerar. O alinhamento justificado não é um padrão reconhecido para a web pelo W3C (World Wide Web Consortium), uma vez que prejudica pessoas com algum tipo de deficiência visual ou até dislexia.

A opção, como sempre, é tua. Mas ao escolheres este caminho estás a prejudicar a acessibilidade de muitas pessoas ao teu website.

Feitas as contas, é fácil perceber qual a via que deves seguir.

José Freitas

José Freitas

Ajudo pequenas e médias empresas e empreendedores a criar estratégias online para conseguirem melhores clientes, através da comunicação relacional. Na minha vida passada fui jornalista durante 25 anos. A comunicação é a minha praia. Viciado em café intenso e aromático.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.