O que muda nos anúncios Facebook com o iOS 14.5 da Apple

A Apple lançou, a 26 de Abril de 2021, o iOS 14.5 para iPhone. Esta actualização foi preparada durante longos meses e traz uma nova e importante funcionalidade de privacidade, denominada App Tracking Transparency (ATT).

É algo que terá um impacto em diversas áreas e, de forma imediata, na gestão de anúncios Facebook.

Vamos ao essencial do que precisas mesmo saber…

O que é e qual o impacto

Com a App Tracking Transparency (ATT), a Apple promove uma mudança dramática na forma como permite o rastreamento para utilizadores de dispositivos que usam o iOS 14.5 e superior.

Para já, estas mudanças afectem apenas a forma como estes utilizadores são rastreados enquanto usam aplicações nos seus dispositivos. Mas é apenas uma questão de tempo até que outras plataformas de serviços móveis sigam o exemplo.

A própria Google não resistiu à pressão e irá implementar mudanças no navegador Chrome em 2022.

É igualmente de acreditar que estas mesmas mudanças vão chegar, mais dias, menos dia, ao Android.

Com o iOS 14.5 os utilizadores destes equipamentos irão receber um alerta que lhes irá perguntar se autorizam que uma determinada aplicação acompanhe o seu comportamento e acções enquanto usam o dispositivo.

A autorização tem de ser explícita.

Noutras palavras, todos serão automaticamente excluídos, a menos que optem por participar.

É de esperar que a maioria das pessoas permaneça automaticamente excluída.

As mudanças relacionadas com o Facebook

O Facebook pode rastrear a actividade de todos os seus utilizadores noutros sites e aplicações, desde que o utilizador não termine a sessão (o que quase ninguém faz).

Desta forma, se usares o Facebook e/ou Instagram, todo o teu percurso online em sites e apps é seguido pelo Facebook.

É isto que esta alteração no iOS 14.5 vem prevenir.

Voltemos aquilo que acontece.

A forma mais comum de rastreamento é através do Pixel do Facebook. Quando um utilizador visita o teu site e realiza uma acção (adiciona um item ao carrinho, faz uma compra, visita uma página de destino, etc.), o pixel notifica o Facebook onde essas informações estão armazenadas como dados para as tuas campanhas.

Este rastreamento não tem/tinha limites.

Com a actualização do iOS 14.5, cada domínio só tem permissão para colocar 8 objectivos de pixel, o que reduz significativamente a quantidade de dados.

Em qualquer caso, os utilizadores que optem por não permitir o acompanhamento das suas acções não podem ser rastreados.

Ora, se o Facebook não conseguir rastrear o comportamento do utilizador, a quantidade de dados que irá recolher será muito mais reduzida.

Os relatórios também serão afectados pela atualização.

Como os dados não incluirão utilizadores que negaram permissão para rastreamento, os relatórios serão imprecisos.

O limite de 8 eventos por domínio

O rastreamento está limitado a 8 eventos por domínio.

É um número suficiente para muitos sites que normalmente usam apenas alguns (como lead, registo, compra, iniciar check-out, adicionar ao carrinho, etc.).

Já as conversões personalizadas contam como um de seus 8 eventos.

O Facebook, entretanto, já adaptou as janelas de atribuição, criando o padrão único de 7 dias.

Para tirar o melhor partido da informação que o Facebook vai continuar a disponibilizar e poder aproveitar as conversões personalizadas, é necessário verificar os seus domínios.

É importante salientar que só poderás verificar os domínios dos quais tens acesso à raiz, como no caso de ‘exemplo.com’.

Se usares o teu pixel noutros lados, como ‘exemplo.siteaoqualnaotensacesso.com’, esse rastreamento deixará de funcionar como até aqui.

O que precisas fazer

  • Verifica o domínio do teu site com o Facebook.
  • Atribui o teu domínio à página da tua empresa no Gestor de Negócios (Business Manager).
  • Selecciona os eventos que desejas acompanhar (até 8 por domínio) e classifica-os por prioridade. Os teus eventos de maior prioridade são aqueles que optimizas com mais frequência nas tuas campanhas (ou seja, Lead, Compra, Adicionar ao carrinho, etc.).
  • Activa a API de conversões. Esta não usa cookies, portanto, não há restrições ou limitações para a recolha de dados. Embora não seja uma substituição total (a API não será capaz de ver códigos de eventos como uma compra ou um acréscimo ao carrinho), apresenta outras oportunidades de optimização.

O que deves considerar na selecção dos eventos

  • Os teus eventos de maior prioridade são aqueles para os quais exibes anúncios com mais frequência. Se normalmente optimiza para leads, então os leads são a maior prioridade, ou compras, ou tráfego, etc.
  • Para URL aos quais não tens acesso, como URL externos (como os de aplicações externas), equaciona comprar um URL intuitivo e integra-o nessa aplicações. Segue as etapas para adicionar um registo TXT ao DNS.

Integra práticas independentes de rastreamento e retargeting

Algumas das tuas campanhas no Facebook podem perder uma dose de eficácia. Pelo menos no que diz à informação disponível nos relatórios.

Considera usar outras plataformas, como Google Analytics ou outros serviços de acompanhamento de acções no teu site.

Alguns dos serviços mais avançados, completos e de melhor qualidade implicam um investimento extra. É algo que te deve obrigar a fazer contas para verificar se o investimento vale a pena.

José Freitas

José Freitas

Jornalista de profissão, aficionado do WordPress em projectos pessoais e colaborativos. Cinema, música, tecnologia, fotografia e mais umas coisas. De vez em quando assobia e alguma coisa acontece.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.