7 razões porque deves usar Facebook Live para comunicar com os clientes

porque deves usar Facebook Live para impulsionar o teu negócio

Já tentaste fazer Facebook Live para comunicar com os clientes e potenciais clientes e impulsionar o teu negócio?

Se o planeta Terra é a tua casa (e deve ser na maior parte dos dias), há uma elevada probabilidade de saberes o que é o Facebook Live. Mesmo que sejas daqueles poucos que não tem conta na mais famosa rede social do mundo.

Por outro lado, se tens conta no Facebook e por lá passeias durante alguns minutos, já terás visto vídeos em directo ou as respetivas repetições.

Com jeito até te perguntaste o que era aquele botão a dizer “Em direto” no painel do Facebook ou aplicação.

botão a dizer “Em direto” no painel do Facebook ou aplicação
O botão “Em direto” no painel do Facebook ou aplicação

 

Em dois anos, em números oficiais, entre Abril de 2016 e o mesmo mês de 2018, foram realizados mais de 3.500.000.000 directos no Facebook. Mais de 100 milhões de pessoas fizeram transmissões deste tipo, obtendo mais de 150 mil milhões de reacções, entre o Gosto e a Ira.

Mas já nos estamos a desviar.

Regressemos à pergunta inicial:

Já tentaste fazer Facebook Live para comunicar com os teus clientes e potenciais clientes?

Se a resposta é ‘não’, ou ‘só uma vez ou duas’, talvez esteja na hora de fazeres mais por isso. Começando por resolver um dos principais argumentos para o ‘não’…

Coloca a vergonha de lado

Talvez ‘tenhas vergonha’ de aparecer e dar a cara no Facebook?

Imagina que alguém te convida para tomar um café e para que lhe expliques de que forma a tua empresa pode ajudar essa pessoa, manifestando interesse em comprar-te produtos ou serviços. Qual é a tua resposta? Não vais dizer ‘lamento, não vou porque tenho vergonha de falar da minha empresa, dos produtos e serviços que vendo‘, pois não?

Mostrar a tua empresa, os produtos e serviços é uma das razões porque vale a pena fazeres Facebook Live. Há mais… e já lá vamos.

Outro motivo muito utilizado para justificar o ‘não’ aos Directos é uma alegada complexidade técnica.

Também não existe. Fazer um Facebook em directo é muito simples. Basta um smartphone, um tablet ou computador com câmara. Com dois ou três cliques está a transmitir. Muito mais fácil que encomendar um novo lote de cartões de visita.

No entanto, mais importante que a facilidade são os benefícios de usar esta plataforma.

O Facebook ‘adora’ vídeos carregados na rede (em alternativa à partilha de um link do YouTube) e gosta ainda mais dos vídeos em direto. Desta forma, vai fazer tudo para colocar os teus vídeos ao alcance do maior número de pessoas.

Os vídeos em direto levam a um maior envolvimento

Porque são uma grande aposta do Facebook, a rede social vai fazer o possível para colocar os teus vídeos à frente dos utilizadores. Em particular dos teus seguidores. Mas não só. Também dos seus amigos e amigos dos amigos. Até a pessoas que nunca ouviram falar de ti.

É muito comum mostrar a pessoas que, segundo os cálculos do algoritmo, podem estar interessadas no que tens a dizer.

Assim, vai exibir o teu vídeo na cronologia de mais pessoas do que acontece quando fazes a partilha de uma foto, de uma ligação para o site ou mesmo de um vídeo previamente preparado e que publicaste na cronologia.

Vai ainda procurar chegar a pessoas mais ativas na rede, em busca de envolvimento, como reações e comentários.

Se os teus seguidores tiverem um envolvimento regular com as tuas publicações, podes esperar bons resultados com os Live.

Se não tiverem, e realizares vídeos em direto com regularidade, talvez passem a ligar-se mais às tuas publicações. Num caso ou noutro, acabas por beneficiar.

Tem tudo isto em consideração quando atribuires um nome ao teu ‘Live’. O título não é apenas importante para os teus seguidores saberem sobre o que estás a falar. É importante também para o Facebook perceber qual o tema e ir ao encontro de pessoas potencialmente interessadas.

Os teus clientes passam a conhecer-te melhor

De uma forma ou outra, o facto de fazeres vídeos Facebook Live dá aos teus clientes e potenciais clientes a oportunidade de conhecerem um pouco mais sobre ti e a tua empresa.

Mesmo que não apareças à frente da câmara (mas deves, pelo menos durante alguns instantes no início do vídeo).

O facto de ser um vídeo – e em direto – dá às pessoas que o vêem, uma sensação de realidade (é algo que está a acontecer) e humanidade (do outro lado também estão pessoas).

Acabam, de certa forma, por se sentirem mais perto de ti. É uma espécie de barreira que se quebra.

Promove a humanização da tua marca e cria ligações entre as pessoas.

Esta é também uma oportunidade de mostrares um pouco do outro lado da tua empresa. Apresenta os bastidores, as pequenas coisas do dia a dia. As pessoas adoram este tipo de conteúdos e isso acaba por fazer com que fiquem também um pouco mais próximos da tua marca.

Promove a humanização da tua marca e cria ligações entre as pessoas
Promove a humanização da tua marca e cria ligações entre as pessoas

Ajudam a criar conteúdo que pode ser reaproveitado

Se já nos conheces sabes que somos grandes defensores da criação de conteúdo como forma de informar, esclarecer e educar as pessoas.

Aliás, este é um dos melhores métodos para levar mais visitantes ao teu site.

O problema é que, para muitas empresas, a criação regular de conteúdo é uma enorme dificuldade. Parecem nunca ter ideias para nada e coisa nenhuma. Nós sabemos que é difícil produzir conteúdo de qualidade e com regularidade. Enfrentamos esse problema quase todos os dias.

Até nisto o Facebook Live pode ajudar.

Pela simplicidade e facilidade com que tudo é feito, acabas por criar um conteúdo útil. É apreciado no momento do direto e pode ser visto mais tarde, quando republicares o vídeo, além de poder ser reaproveitado.

Para isso basta, por exemplo, transcrever o que foi dito no Live, retocar as frases e está criado um artigo que podes publicar no teu site e voltar a partilhar no Facebook e integrar na tua estratégia de email marketing.

Melhor: pode ser ainda aproveitado para fazer publicidade no Facebook, adequada ao orçamento que tens.

Podem ajudar a conseguir contactos

Não deves aproveitar as virtudes do Facebook Live para tentares vender produtos e serviços de forma aberta e consciente.

Por três razões:

  • Os teus clientes e potenciais clientes não iam gostar (tal como não gostam de vendedores chatos e insistentes);
  • Podes desagradar às pessoas, que não sendo seguidores, vêem e podem reagir de forma negativa;
  • Ao agires assim, estás a mostrar que não sabes o que é e como funciona o Facebook, que é – acima de tudo – uma festa social.

Mas isso não quer dizer que não possas informar, esclarecer e educar as pessoas acerca das diversas formas que tens de as ajudar. Este é o melhor caminho para as tornares clientes no futuro.

Podes selecionar a área geográfica

Lançada no início de Agosto de 2017, esta funcionalidade permite adicionar um controlo geográfico ao Live, como forma de melhor definir o público-alvo numa determinada localização.

É uma boa opção para aquelas vezes que sabes que um determinado Facebook Live terá maior potencial impacto numa região específica. Ou quando é destinado em particular às pessoas que estão a participar num evento ou nas imediações.

Ao limitares o alcance, vais ajudar o Facebook a encontrar o público final de forma mais fácil.

Por exemplo, se tiveres uma pequena e média empresa local, podes fazer um Live que é apenas direcionada para as pessoas que residem ou estão nas imediações do teu estabelecimento.

Controlo geográfico no Facebook Live
Controlo geográfico no Facebook Live

Aproveita o momento

Seize the day, boys

Já nos dizia Robin Williams, enquanto professor John Keating, no imortal “O clube dos poetas mortos”, que devíamos aproveitar o dia.

Esta é a altura de utilizar e beneficiar vantagens do Facebook Live.

Foi há pouco mais de um ano que a rede social lançou esta ferramenta de comunicação e, para já, continua a promove-la em larga escala.

Não se prevê uma mudança de estratégia nos próximos tempos.

Não é porque há outras pessoas a fazer algo que também o deves fazer. Nada disso. É apenas porque aquilo que ‘está na moda’ pode, de facto, ajudar ao crescimento da tua empresa. Ainda para mais sendo gratuito.

Define os objectivos dos teus Facebook Live para comunicar com os teus clientes

Como em tudo o que faças no âmbito de uma estratégia de comunicação, também deves estabelecer alguns objectivos. As métricas do Facebook ajudam-te a perceber se os alcançaste.

Entre os objectivos que podes criar, estão:

  • Visualizações de vídeo
  • Envolvimento, como reacções ou comentários
  • Clique no botão de chamada para acção, que podes colocar no vídeo depois de concluído o directo
  • Acções das pessoas com base na reacção à chamada para acção

Como sempre, não encares as métricas com obsessão. São indicadores úteis mas apenas indicadores.

Conclusão

No Facebook os vídeos têm um alcance orgânico superior a 135% em comparação com as publicações de fotos.

Por isso, apesar de algumas objeções, como ‘não tenho jeito para isso’, ‘sou tímido’, ‘a minha marca não ganha com isso’, o ‘meu cliente não liga ao Facebook’, não vemos nenhuma razão efetiva e válida para não usar o Facebook Live como elemento primordial da tua estratégia de comunicação.

Mas com alguns cuidados essenciais.

Agora é tempo de fazeres um Facebook Live. Vai em frente.

José Freitas

José Freitas

Jornalista de profissão, aficionado do WordPress em projectos pessoais e colaborativos. Cinema, música, tecnologia, fotografia e mais umas coisas. De vez em quando assobia e alguma coisa acontece.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.