Kaksi Media

Porque não deves complicar a fase de pagamento na tua loja online

processo checkout online

A escolha estava feita. Era mesmo aquela camisa que queria comprar. Azul, com uns pequenos apontamentos de branco no bolso. O tamanho correspondia e o preço também. Peguei na camisa e fui à caixa para pagar.

Pensei que seria apenas um instante para fazer o que tinha a fazer e sair. Como habitual. Não foi isso que aconteceu. Resultado: deixei ficar a camisa. Aquela camisa. Comprei outra igual uns minutos depois numa outra loja vizinha.

A verdade é que todos temos os nossos limites. E os meus foram ultrapassados nos minutos seguintes após a chegada à caixa. A simpática funcionária fez de tudo para evitar que eu saísse porta fora sem concretizar a compras mas não conseguiu.

Eis o que se passou. Entreguei a camisa e o cartão para efectuar o pagamento, acompanhado por um ‘bom dia’.
“Bom dia”, disse-me a funcionária. Pegou na camisa e retirou o alarme.
“Já é nosso cliente?”. Respondi que não, que era a primeira vez.
“Vou pedir-lhe só uns dados para a ficha de cliente, se não se importar. É para os nossos registos, serve para efeitos de facturação e para, por exemplo, poder enviar-lhe alguns produtos se os quiser comprar online, no futuro. E, quem sabe, receber algumas ofertas nossas”. Terminou com um sorriso, esperando a minha resposta. Vamos lá.

Foi então que começou. Primeiro tudo normal, o nome, morada, número fiscal. Depois veio o email e o número de telefone e já torci o nariz. “É apenas para o envio de informação de carácter promocional, para dizer quando fazemos descontos especiais”, esclareceu-me. Pode ser. Mas o rol de dados não parava. Ora, era a cor preferida, o estilo de roupa com que mais me identificava, o número de elementos do agregado familiar,…

Alto e pára o baile. Isto já passou de um questionário para uma ficha de cliente para passar a ser um interrogatório. “Lamento o tempo que perdeu comigo mas fico por aqui. Pode voltar a colocar a camisa no expositor”.
“Mas estas perguntas só acontecem desta vez, para a próximo já não”, alegou a funcionária, já um pouco preocupada por ver a venda esfumar-se. “Pois, ai é que está”, respondi. “Não haverá uma próxima vez, nem há, sequer, esta vez. Bom dia”.

Saí da loja e entrei noutra uns metros à frente. Comprei o mesmo modelo de camisa, dei os dados essenciais para a realização da compra, acrescentei o email para receber informações promocionais, paguei e saí.

Facilita a vida do cliente da tua loja online

Complicar a vida de um cliente nunca é uma boa política. Seja numa loja física, seja numa loja online. Por isso é que o processo final de compra e pagamento, o checkout, é tão importante como a apresentação de produtos.

É tua a responsabilidade de fazer com que a etapa final seja tão simples quanto possível. Não tenhas dúvidas de que se não for assim, o cliente não hesitará em deixar a compra por fazer, mesmo que tenha investido meia hora do seu tempo a escolher entre todos os produtos que tens na tua loja.

Se tiver muitos passos a realizar, muitos campos de informação para preencher, o limite vai chegar bem mais cedo do que aquilo que desejas.

Então quer dizer que depois de gastar 30 minutos a percorrer e escolher os produtos que quer, o cliente vai embora da loja online porque tem de preencher dados que demoram apenas cinco minutos? Sim. Fazer compras, fazer escolhas, é um prazer. Preencher formulários, é um sacrifício.

Como é a página de checkout perfeita

A página de checkout perfeita deve ser o mais simples possível. Repara que dissemos ‘a página’, no singular e não no plural. Deve ser apenas uma, contendo os dados essenciais para uma compra online:

  • Nome
  • Morada de facturação
  • Número fiscal para emissão da factura
  • Email, para efeitos de contacto caso haja algum problema
  • Nome e morada de envio para o caso de ser diferente da morada de facturação
  • Telefone, que, de preferência, deve ser deixado como campo opcional.
  • Indicação da forma de pagamento desejada
  • E, se possível, na mesma página informar os dados de pagamento.
  • Depois só tem de haver a página de confirmação.

Tenta evitar a obrigação de ser criada uma conta de cliente prévia. Procura fazer com que, a haver essa necessidade, ela seja criada no momento de preenchimento dos dados para realizar a compra.

Queres saber mais dados do cliente? Agora que já tens o email podes enviar, à posterior, uma mensagem de correio electrónico a perguntar se a encomenda chegou bem e a pedir o preenchimento de mais alguns dados para referência futura. Desta forma estás a agradar ao cliente, mostrando interesse pela sua opinião sobre a recepção da encomenda e a dar a oportunidade de responder ou não ao tal inquérito.

Remove os obstáculos e evita complicar a vida do teu cliente. Desta forma estás mais próximo de obter vendas para a tua loja online.

José Freitas

José Freitas

Ajudo pequenas e médias empresas e empreendedores a criar estratégias online para conseguirem melhores clientes, através da comunicação relacional. Na minha vida passada fui jornalista durante 25 anos. A comunicação é a minha praia. Viciado em café intenso e aromático.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.