Publicidade no Facebook para iniciados: o único guia passo a passo de que vais precisar para começares hoje mesmo

Como fazer publicidade no Facebook para iniciados passo a passo

A publicidade no Facebook pode dar uma nova dinâmica ao teu negócio sem provocar danos no orçamento. Neste momento é a melhor e mais económica forma de fazer publicidade em massa.

Se não a utilizares, podes estar a perder negócios e clientes para os teus concorrentes.

Quando bem feita e dirigida, a publicidade no Facebook apresenta melhores resultados custo – benefício que outros meios, Incluindo a televisão, jornais, rádio, outdoors, flyers e panfletos e canais online. Além das redes de distribuição de anúncios na internet e mesmo a publicidade através do Google.

Yep, estou a ver o teu olhar desconfiado. Por isso, vamos aos dados.

Vejamos, usando números de 2015 e 2016:

  • Utilizadores ativos no Facebook por mês em todo o mundo: 1,4 mil milhões de pessoas
  • Utilizadores ativos no Facebook por mês em Portugal: 5,5 a 6 milhões de pessoas
  • Tempo médio de uso do Facebook por dia por utilizador: 40 minutos
  • Custo médio por clique em Portugal: 0,16€

Feitas as contas, tens uma elevada audiência potencial e um baixo custo por cada contacto feito. Só te falta começar.

Como começar a fazer anúncios no Facebook de forma correta

O problema é começar. É difícil encontrar o nosso caminho por entre um elevado conjunto de opções, decifrar palavras e expressões às quais não estamos habituados. Sempre com medo de gastar muito dinheiro.

Nós sabemos isso. Também passamos por essa fase.

É por isso que preparamos este guia passo a passo para te ajudar a começar a fazer publicidade no Facebook.

No final, vais ficar com noções claras de como fazer, quais as regras básicas e os cuidados a ter.

Para, por fim, teres as bases essenciais e começares a tua própria aventura no mundo da publicidade no Facebook.

Veste a bata das experiências, entra no laboratório e acompanha-nos. Vai valer a pena.

 

Fazer publicidade no Facebook requer muita experimentação
Fazer publicidade no Facebook requer muita experimentação

Como podes beneficiar com publicidade no Facebook

A publicidade no Facebook permite às empresas, organizações, empreendedores e pessoas que gerem uma página promoverem os seus produtos e serviços junto dos milhões de utilizadores da rede social.

O melhor de tudo é que possibilita que cries anúncios específicos e destinados a um público-alvo mais ou menos definido.

Os custos dependem do alcance e da interação dos utilizadores com os anúncios.

A publicidade aparece no feed de notícias do público-alvo, seja em computadores, tablets ou telefones, e na coluna da direita. Pode ainda ser apresentada no Instagram, se considerares adequado, e na Audience Network (rede de audiência), uma rede de parceiros de Facebook.

Temos mais sobre isso, daqui a pouco.

Como começar a anunciar em 10 passos

É aqui que começa a parte divertida.

O primeiro de todos os passos é criar uma página, se ainda não tiveres.

Apenas as páginas podem fazer publicidade. Os perfis pessoais não estão autorizados.

Cria, então, uma página no Facebook para a tua empresa, negócio, associação, coletividade, instituição, marca, serviço ou produto, figura pública, causa ou comunidade.

  • Primeiro tens de escolher o tipo.
  • Depois é importante que selecciones a categoria que melhor descreve o teu caso.
  • Escolhe um nome adequado para a página e segue as instruções.
  • Procura cumprir as melhores práticas na criação de páginas.
  • Preenche todo os dados pedidos. Quanto mais informação forneceres mais o Facebook te ajudará depois.
  • Insere a audiência ideal, com país, região ou cidade (muito importante para um negócio local), idades e género.
  • Em interesses, seleciona alguns que sejam compatíveis a tua marca ou negócio. Podem ser também outras empresas com destaque na tua área comercial e mesmo concorrentes.
  • Coloca à mão a imagem para o perfil e para a capa. Mostra algo que seja relacionado com o teu negócio.

 

Cria uma página no Facebook e seleciona uma categoria
Cria uma página no Facebook e seleciona uma categoria

O segundo passo é definir uma estratégia

Até aqui foi fácil.

O problema é quando chega o momento de definir uma estratégia para fazer publicidade no Facebook. E é um problema porquê? Porque a maior parte das pessoas não fez um plano adequado ao seu caso em concreto. Resolvem avançar sem uma linha condutora, sem um percurso para levar as pessoas ao seu objetivo, que é torna-las cliente dos seus produtos e serviços.

Fazer publicidade sem estratégia é como regar um jardim sem flores.

Resultado:

  • Fazem campanhas inconsequentes, como quem atira esparguete à parede a ver se cola. Algumas vezes têm sorte e algum esparguete cola. Outras vezes, a maior parte delas, “têm azar”.
  • É por isso que é determinante ter uma estratégia de médio e longo prazo.

É isso que nos propomos a ajudar a fazer já a seguir.
Mas antes é importante que fiques a saber que, mesmo quando as coisas correm mal, há benefícios em fazer publicidade no Facebook.

 

Fazer publicidade sem estratégia é como atirar esparguete à parede
Fazer publicidade sem estratégia é como atirar esparguete à parede.

A vantagem da publicidade no Facebook? Ficas sempre a ganhar

Experimentaste fazer uma campanha no Facebook para vender os teus produtos e serviços e não fizeste nenhuma venda, nenhum contrato? Nem mesmo um simples contacto de alguém, ainda que vagamente interessado na tua oferta? Ficaste desapontado, certo? Sabemos como é.

Sentimos o mesmo quando fizemos uma, duas, três campanhas sem resultados. Estávamos quase a juntar-nos ao leque de pessoas que dizem que a publicidade no Facebook não resulta.

Até que tudo mudou quando percebemos que o problema não estava no Facebook. O problema era nosso. Estava na nossa oferta, mensagem e no público-alvo.

Chegamos a esse patamar quando começamos a analisar os resultados de cada campanha.

A diferença entre a publicidade no Facebook e outros meios

Ao contrário de muitos outros meios publicitários, onde os elementos relativos ao alcance de cada campanha são limitados, no Facebook consegues ter uma noção clara de todos os dados. Desde as idades, passando pela localização, género, gostos e interesses das pessoas. Sem esquecer o meio (computador, telefone e sistema operativo) em que viram o anúncio e as horas.

É por isso que ficas sempre a ganhar quando fazes publicidade no Facebook.

Na pior das hipóteses ficas com dados que te permitem definir melhor o posicionamento dos teus anúncios, o público-alvo e a mensagem. Só precisas de os interpretar com atenção e voltar a experimentar.

 

É fundamental analisar todos os resultados de uma campanha
É fundamental analisar todos os resultados de uma campanha

 

Afinal, não estás a fazer menos que os melhores publicitários do mundo. Eles também não acertam sempre. São os melhores porque aprendem em cada ação promocional com o que correu bem e mal e procuram corrigir na iniciativa seguinte.

Recolhe e analisa os dados e cumpre as boas práticas de publicidade no Facebook para ficares mais próximo do sucesso. E não desistas à primeira, segunda ou terceira.

A causa do teu fracasso pode muito bem estar no início de todo o processo. Pode estar no objetivo que escolheste.

Começa sempre por definir os objetivos

É o ponto número um de cada campanha. Determina os propósitos do teu anúncio (ou anúncios) de forma clara. Desde logo porque também é importante para o orçamento.

  • Queres divulgar a tua empresa?
  • Queres novos Gostos na tua página?
  • Queres novos subscritores para a newsletter?
  • Queres mais mais contactos (leads)?
  • Queres mais tráfego no site?
  • Queres vender mais produtos?
  • Queres promover um produto?
  • Queres levar mais pessoas ao teu estabelecimento?

Lembra-te que cada ação feita pela pessoas que estão a ver ou interagir com a tua publicidade custa dinheiro, por isso certifica-te que tens os objectivos bem definidos.

Procura que seja algo específico, relevante para o teu público, que se possa medir e que seja alcançável.

Não penses que vais obter 1000 visitas ao teu site com 1 euro, mesmo que seja uma boa ideia patrocinares posts por 1 euro por dia.

É a partir da escolha dos objetivos que tudo começa a fazer sentido e podes estabelecer a visualização do teu público.

Dá um nome à campanha. Deve ser único para, mais tarde, conseguires encontra-la com facilidade. Se pretenderes usar o mesmo nome, coloca no fim uma data, por exemplo, para o tornar único. Exemplo: “a minha campanha no facebook 06-03-2017”.

Seleciona o público-alvo, nem muito abrangente, nem muito estreito

É um dos tópicos mais complexos de gerir. Não é nada fácil escolher a melhor audiência para os anúncios. Mesmo que conheças o teu público-alvo como as palmas das tuas mãos.

O Facebook tem milhões de utilizadores. Só em Portugal são cerca de 6 milhões de utilizadores ativos com regularidade (que acedem, pelo menos, uma vez por mês). Nem todos serão teus potenciais clientes (sim, sabemos que gostarias que fossem).

O que a rede social tem de mais importante, em resultado do número de utilizadores e das suas ações, é um volume gigantesco de dados que ajuda a refinar o público que pode estar interessado no que tens para oferecer.

Prepara o teu público-alvo com tempo, atenção e cuidado

Usa os dados das campanhas anteriores, se os tiveres. Mesmo que o teu negócio seja de um nicho de mercado com poucos interessados, cria públicos grandes o suficiente para ajudar o Facebook a encontrar os teus potenciais clientes. Mas sem excessos. Não pode ser tão abrangentes que quase reúne toda a população nacional.

 

O teu público-alvo não deve ser demasiado vasto nem muito estreito
O teu público-alvo não deve ser demasiado vasto nem muito estreito

 

Podes selecionar o público com base na localização, na idade, no género, na língua, nos interesses e em comportamentos.

A definição detalhada por interesses é das mais relevantes. Analisa bem as opções e verifica os diversos separadores em que os interesses se encontram distribuídos. Nalguns casos é possível ir bem longe na escolha.

Podes mesmo atingir as pessoas que seguem os teus concorrentes.

Se estes tiverem uma presença no Facebook sólida, com muitos seguidores, talvez sejam já considerados um “interesse”. Podes experimentar colocar o nome da página dos teus concorrentes no campo dos interesses e vê se aparecem.

 

A seleção de interesses é um dos aspectos mais importantes na escolha do público.
A seleção de interesses é um dos aspectos mais importantes na escolha do público.

 

Podes testar esta funcionalidade, usando uma marca conhecida, que saibas que tem muitos seguidores.

É possível refinar os alvos criando audiências personalizadas para chegar a pessoas que já conhecem o teu negócio, subscrevem a newsletter ou visitaram o site. Mas este será um assunto para outro guia.

Nalguns países, como os EUA, mas não Portugal ou outros países da União Europeia, é possível ir ainda mais longe e usar as preferências políticas, religiosas e rendimentos dos utilizadores.

Estabelece o orçamento, considerando o objetivo e o público

É outro momento importante. Desenhar um orçamento para publicidade no Facebook não é algo que se possa fazer com uma perna às costas. Por isso dedicamos um artigo exclusivo a este tópico.

O orçamento que indicares é o valor máximo que estás disposto a pagar pela campanha. Seja por dia ou pela totalidade da duração.

Podes escolher entre pagar por visualizações do anúncio ou por interações, sejam elas cliques, gostos, envio de visitantes para o site, entre outros.

O orçamento mínimo para as visualizações é de 1 euro por dia. Para cliques tens de indicar 5 euros por dia como valor mínimo.

 

Define um orçamento adequado aos objetivos e duração da campanha
Define um orçamento adequado aos objetivos e duração da campanha.

Prepara um anúncio de qualidade, no texto e na imagem

Já te dissemos que o sucesso de uma campanha não depende apenas de um fator mas de vários. Um dos mais salientes é a mensagem a transmitir.

Criar o anúncio é a parte mais divertida mas também a mais exigente. Há muitos formatos de anúncios:

  • Imagem única
  • Carrossel
  • Vídeo
  • Apresentação
  • Canvas
  • Podes criar um anúncio novo ou usar uma publicação existente

 

Os formatos de anúncios no Facebook
Os formatos de anúncios no Facebook.

 

Escolhe a imagem ou imagens, o título, o corpo do texto, eventuais botões, links externos ou mesmo formulários (numa campanha de recolha de leads).

Podes ter uma ou mais imagens (neste momento até 5 mas o Facebook pode mudar para cima ou baixo) e um título até 25 caracteres.

Por norma o texto do corpo deve ser curto, simples de interpretar, com uma linguagem acessível ao público-alvo e direto ao assunto.

Há casos em que pode ser muito mais longo e integrar centenas de palavras mas esta é uma tarefa para quando dominares bem as ferramentas do Facebook. Fica para outro guia.

A imagem principal deve ser de qualidade, apontar ao teu negócio, produto e serviço. Se possível, deve ser original. Evita inserir texto na imagem. Esta é uma das boas práticas e dicas de como fazer publicidade no Facebook que deves respeitar para evitar dissabores. Uma imagem com texto a ocupar uma área superior a 20% vai fazer com que o alcance do teu anúncio seja penalizado.

O botão de chamada para a ação pode ou não ser apresentado. Nalguns casos pode ser útil para motivar a pessoa a reagir e dar o passo em frente. Noutros pode não ser uma boa ideia.

Quando não é uma boa ideia? Quando quiseres que o teu anúncio seja visto como uma publicação regular, feita por uma marca que o utilizador segue. Lembra-te que o anúncio vai ter a palavra “Patrocinado” bem no alto, ao lado da imagem de perfil da tua página. Sem esquecer a mão e o polegar levantado e o texto “Gostar da Página”, ambos impostos pelo Facebook. Já está a ‘gritar’ anúncio por todo o lado. O botão de ação vai apenas fazer com que grite ainda mais.

Com tudo pronto, falta escolher onde será apresentada a publicação.

 

Cria um anúncio com imagem e texto que apelam ao teu público-alvo.
Cria um anúncio com imagem e texto que apelam ao teu público-alvo.

Escolhe a localização do anúncio com sensatez

Há 5 tipos de posicionamento:

  • No feed de notícias no computador
  • No feed de notícias em dispositivos móveis
  • Na barra lateral direita no computador
  • Na rede de audiência em dispositivos móveis
  • No Instagram

O Facebook apresenta todos estes locais na opção recomendada. Na esmagadora maioria dos casos é aconselhável fazer uma seleção manual dos locais.

Recomendamos que escolhas sempre o feed de notícias no computador e nos dispositivos móveis. Também aconselhamos a presença na coluna da direita.

O Instagram pode ser um local interessante para alguns tipos de negócios em que a componente visual é significativa, como a moda, calçado, viagens. Se não for esse o teu caso, talvez seja melhor evitar.

Por norma, foge da rede de audiência. É verdade que possibilita muitos cliques e visualizações a um custo muito baixo mas os resultados efetivos são desoladores, com conversões insignificantes.

 

As localizações dos anúncios no Facebook.
As localizações dos anúncios no Facebook devem ser escolhidas com rigor.

 

Em todo o caso, não há nada como experimentar. Coloca a tua bata branca, os óculos protetores e abre a porta do laboratório de experimentação. Testa umas quantas campanhas e analisa os resultados. Depois decide se a rede de audiência funciona para ti.

Parabéns, chegaste ao ponto final na preparação da tua campanha. Ou quase, há ainda um passo mais.

Faz a encomenda e aguarda pela aprovação

Vá lá, respira fundo, olha fixamente para o ecrã, esboça um sorriso e clica no botão para encomendar. Já está?

Agora, chega a hora de tratar do método de pagamento.

Podes criar uma conta de anúncios com pagamento posterior, via cartão de crédito ou PayPal. Se preferires podes selecionar um pagamento manual e anterior à publicação do anúncio.

Introduz os detalhes do teu negócio e os montantes de pagamento e, em seguida, clica em Efetuar pagamento. O saldo que tens disponível aparece após a conclusão do processo.

 

Encomendar publicidade no Facebook
Ao encomendar a publicidade no Facebook abres a porta para novas tarefas.

 

É tempo de ires buscar um café, chá ou a tua bebida preferida e aproveita para relaxar por uns instantes.

Agora já não tens mais nada a fazer na preparação desta campanha. Cabe ao Facebook avaliar o anúncio e decidir se aprova ou não. Se cumpriste as boas práticas e as regras da política de publicidade, podes confiar que será aprovado.

 

anúncio em revisão
A informação de que o anúncio está em revisão.

 

A propósito, há alguns setores que não estão autorizados a fazer publicidade no Facebook:

  1. Venda de produtos ou serviços ilegais
  2. Anúncios que encorajam práticas discriminatórias
  3. Produtos derivados do tabaco
  4. Drogas e produtos relacionados com drogas
  5. Armas, munições e explosivos
  6. Suplementos alimentares perigosos
  7. Produtos e serviços para adultos
  8. Conteúdos para adultos
  9. Anúncios com conteúdo que envolvam características pessoais
  10. Conteúdo falso
  11. Equipamentos de vigilância
  12. Empréstimos ou adiantamentos de dinheiro

Também não podes usar insultos ou profanidade no texto. Lembra-te que o Facebook quer uma experiência positiva para todos os utilizadores.

O processo de revisão demora entre uns minutos a umas horas. O normal ronda os 15 a 30 minutos.

Não tens de ficar à espera da ‘luz verde’. Vais receber um email do Facebook informando da aprovação (ou não).

 

Anúncio aprovado
A informação de aprovação do anúncio.

 

Se não for aprovado, avalia o motivo apresentado e decide o que fazer.
Podes:

  • Recorrer da decisão
  • Editar o anúncio corrigindo o que está mal.

Se for aprovado, só tens de aguardar pelo início da campanha e preparar-te para mais um passo nesta tua aventura. A partir de agora começa a análise de resultados.

Acompanha os resultados dos anúncios e cria relatórios

Independentemente da duração da tua campanha, deves começar a acompanha-la com atenção a partir do segundo ou terceiro dia.

A não ser que a campanha tenha apenas 1, 2 ou 3 dias. Nesse caso fazes a avaliação no final.

Analisa os resultados com cuidado. Verifica:

  • as visualizações
  • os cliques
  • a taxa de cliques
  • quanto estás a pagar pelo objetivo que escolheste
  • qual a classificação de relevância do anúncio

A pontuação de relevância vai de 1 a 10, sendo que 10 é o máximo de classificação que o Facebook atribui. Este é um valor calculado através da relação entre as visualizações, as ações e reações, os cliques, a taxa de cliques e os comentários recebidos. Outro fator é a competição com outros anúncios destinados ao mesmo público.

A partir de 5 a pontuação de relevância começa a ser positiva mas procura que seja o mais alta possível. Quanto mais alta, menos vais pagar por cada interação com o teu anúncio.

Se ao fim de três dias de campanha, o anúncio tiver uma pontuação de relevância inferior a 5, olha para os outros resultados. Se estes mostrarem uma quebra nos restantes parâmetros, como visualizações e cliques, está na altura de fazer alterações.

 

Muda os teus anúncios com regularidade para os manter frescos

Se a tua campanha durar mais de uma ou duas semanas, dependendo do público-alvo que pode alcançar, talvez seja necessário mudar o anúncio.

Pode ser uma mudança apenas do texto, apenas da imagem ou de ambos.

Desta forma evitas que o teu anúncio se torne cansativo para as pessoas a quem é apresentado. Quando os utilizadores o vêm de forma repetida acabam por deixar de clicar e passam mentalmente a classifica-lo como maçador. Um sentimento que pode estender-se à tua marca ou a futuras campanhas.

Quando isso acontece, quando a taxa de conversão do anúncio cai, o Facebook penaliza o anúncio e acaba por cobrar mais por cada interação. Lembra-te que o objetivo central da rede social é conservar os utilizadores por mais tempo. E para isso quer vê-los satisfeitos e não aborrecidos.

Um anúncio ‘chato’ causa incómodo ao utilizador que pode sentir-se mais inclinado a sair do site ou da aplicação. Como o Facebook não gosta disso vai fazer-te pagar bem caro.

Para evitares esta situação, acompanha os resultados das tuas campanhas todos os dias, no limite a partir do terceiro dia. Se for preciso reage depressa. Pode não ser ao primeiro sinal de alerta mas não esperes pelo terceiro.

 

Qual a melhor forma de começar? Promove os teus posts por 1 euro por dia

A primeira vez é sempre especial. E problemática. Há a dificuldade de saber como começar, o que fazer a seguir e por ai em diante.

Neste caso, talvez a melhor forma seja começar por patrocinar posts com 1 euro por dia. Pode ser uma publicação nova todos os dias ou o mesmo post promovido por 3 euros durante 3 dias, por exemplo.

Faz isto durante umas semanas, usa os passos descritos atrás e analisa os resultados. Volta a vestir a bata das experiências e dá mais uma passos nesta tua aventura. Sem esquecer que tens de aprender sempre com os resultados e usa-los para a tua próxima experiência, perdão, a tua próxima campanha.

Estás a ter sucesso? Excelente. O passo seguinte é escalar para chegar a mais pessoas e obter mais e melhores resultados. Mas esta é uma conversa para outro dia.

José Freitas

José Freitas

Jornalista de profissão, aficionado do WordPress em projectos pessoais e colaborativos. Cinema, música, tecnologia, fotografia e mais umas coisas. De vez em quando assobia e alguma coisa acontece.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.