As redes sociais mudaram a experiência dos consumidores

compras-online

As redes sociais estão a mudar a forma como os negócios são conduzidos. Os consumidores adoptaram novos padrões de consumo, estão cada vez mais exigentes e fazem comparações de forma permanente. Além de pesquisarem melhor, com maior cuidado e profundidade.

Em rigor, os consumidores estão agora mais conhecedores. Para o sector das vendas esta é uma das mudanças mais significativas e, talvez, a mais desafiadora de todas.

Vejamos. Noutros tempos, comparar produtos e preços era uma canseira. Significava andar de loja em loja, em busca da melhor relação qualidade / preço.

Nos dias de hoje esse processo está mais simples. Cada vez mais consumidores fazem prospecção de produtos e preços online. Pode ser quando estão numa pausa para almoço ou café. À espera de transporte. Sentados no sofá enquanto veem um programa televisivo. Ou, até, na casa de banho.

É uma pesquisa que passa por sites oficiais mas também pela presença das empresas nas redes sociais.

E como é fácil navegar de um sítio para outro, além de verificarem a sua loja (se tiver uma boa presença online), também visitam as lojas dos seus concorrentes.

Se estes tiverem uma melhor presença na internet e comunicarem de forma efectiva com os visitantes, então ficam em vantagem na conquista das preferências dos consumidores.

O boca-a-boca social

A utilização das redes sociais nas estratégias de vendas não é nova. Sempre existiu, embora num outro nível.

Quando uma amiga pergunta a outra onde comprou determinado vestido e recebe, como resposta, não só o nome e local da loja mas também a certeza de que fez um bom negócio, está em curso um processo social de estratégia de vendas. A recomendação boca-a-boca não é mais que uma rede social em funcionamento.

Hoje o processo segue um curso semelhante. Apenas utiliza outros meios, facilitando a propagação a uma velocidade muito superior e a um público mais alargado. Essa recomendação boca-a-boca passou a ser de uma ‘boca’ para muitas outras.

É a esta realidade que muitas empresas têm ainda de se adaptar, procurando responder a uma sociedade em mutação.

Estas mudanças nos paradigmas de consumo são, com grande probabilidade, as mais significativas na história do comércio.

Agora, as vendas sociais passam muito pelas ferramentas de redes sociais disponíveis, utilizadas para reforçar e ampliar o processo de consumo, de venda e compra.

José Freitas

José Freitas

Ajudo pequenas e médias empresas e empreendedores a criar estratégias online para conseguirem melhores clientes, através da comunicação relacional. Na minha vida passada fui jornalista durante 25 anos. A comunicação é a minha praia. Viciado em café intenso e aromático.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.