Como chegar à primeira página do Google (parte I)

colocar website nos primeiros lugares do google

O pedido chegou como tantos outros. Não foi o primeiro do género e, com certeza, não foi o último. Do outro lado reconheciam a ambição, que talvez fosse difícil, mas só não ganhava quem não tentava, por isso lançavam-nos o desafio.

Era tão simples quanto isto: colocar, garantidamente, o seu website nos primeiros lugares dos resultados do Google, no respectivo sector de actividade, no espaço de um mês ou dois. E sem ter de investir na compra de anúncios do Google. Era possível?

Não. Não é possível garantir os primeiros lugares nos resultados do Google para um sector de actividade.

O que pode ser possível é tentar chegar aos primeiros lugares para um conjunto específico de palavras chave. E no espaço de um mês ou dois? Não é impossível. Mas é difícil? É muito difícil, lá isso é. O melhor é nunca fazer planos destes com menos de seis meses.

A boa notícia é que não é necessário um grande orçamento nem conhecimentos detalhados de marketing online. Estes são factores que podem ajudar mas não são obrigatórios.

Do que precisas, então? De trabalho. De muito trabalho na criação de conteúdos, com qualidade e regularidade, de criatividade, de os optimizares para as palavras chaves desejadas, de capacidade de analisar e interpretar os resultados dos visitantes ao website.

Conteúdos

São o mais importante num website. Por conteúdos entendemos texto, fotos, vídeo. Sobretudo texto. Uma imagem, dizem, vale mais que mil palavras. Não sabemos se é verdade, porque depende da imagem e depende das palavras. Sabemos é que, para o Google, as mil palavras valem mais que uma imagem.

Portanto, sim, é preciso criar conteúdos escritos para o teu website. Muitos conteúdos. E, de preferência, bons conteúdos. Por favor, não coloques o teu filho de 15 anos a escrever todos os textos, mesmo que ele, de facto, “tenha jeito” e até tenha já recebido prémios escolares.

A questão é que não pode ser qualquer conteúdo, qualquer texto. É preciso escrever sobre os temas que têm a ver com o teu negócio, usando palavras chave adequadas e de uma forma que envolva o teu público alvo. Que seja convidativa. Que não seja aborrecida.

É preciso escrever e publicar no teu website com regularidade. Não chega um texto novo por mês. Pode não ser todos os dias mas procurar actualizar o teu website com conteúdos novos duas a três vezes por semana.

Escrever sobre o quê?

Sim, sei que estás a pensar que isso é muito. Afinal não tens assim tanto para dizer ou assunto para desenvolver. Na realidade talvez tenhas. Sabes aquele cliente que catalogas de ‘chato’ porque faz inúmeras perguntas e algumas delas achas que são desnecessárias? Usa-o como fonte de inspiração. Faz de cada pergunta que te fez a base de um artigo. Trabalha-o de forma única para corresponder às palavras chaves com as quais queres agradar ao Google, para que o motor de busca te posicione nos primeiros lugares nas pesquisas que os teus potenciais clientes vão fazer.

Mas não optimizes em demasia.

Tem em consideração um outro factor: procurar transmitir valor com os teus textos. Até podes ter muito jeito para as palavras e construir frases bonitos mas se elas não acrescentaram nada, são apenas poesia.

Neste ponto preocupa-te em agradar e corresponder ao interesse de quem te lê e não te preocupes com o Google. Não repitas a palavra chave vezes sem conta. Procura acrescentar valor, ajudar a resolver um problema, esclarecer uma questão, alargar o âmbito de uma discussão.

Se o conteúdo é rei, acrescentar valor é o príncipe.

José Freitas

José Freitas

Jornalista de profissão, aficionado do WordPress em projectos pessoais e colaborativos. Cinema, música, tecnologia, fotografia e mais umas coisas. De vez em quando assobia e alguma coisa acontece.

Queres receber as nossas mensagens semanais o teu email?

As nossas mensagens são compostas por pequenos textos escritos a pensar em ti (sim a sério, a pensar em ti).

Não enviamos SPAM porque também não gostamos de o receber.